Corrida da Arvore 2013

2013-03-03 14.34.04

Nunca me tinha acontecido uma destas…

De manhã andei um bocado na ronha, muito descontraído e quando saio de casa para ir pôr o míudo na “baby-sitter” eram 9h17 (!!!). Foi uma correria antes da corrida. Chegámos às rotundas de Monsanto faltavam 10 minutos para começar a prova.

Foi a Mónica “à procura” dos dorsais com o Marcos Oliveira (que tínhamos apanhado a subir de Pina Manique, já em aquecimento – 7km nas pernas) e eu à procura de estacionamento que a policia já tinha aquela zona encerrada ao trânsito.

E só deu para me colocar na partida, com o locutor a gritar: “Faltam 3 minutos!!!” e eu todo atarefado ainda a prender o dorsal Smile

PROVA:

Estive indeciso quanto à “estratégia” para a prova até à ultima (na verdade até aos 4km Smile, mas já lá chegamos…)

No dia anterior tinha ido fazer 22km para o Guincho, com muito vento no regresso e com os últimos 7km (feitos em 35min – 5:00/km) a puxar pelo Pedro Moreira que fez 34km. Ele bem que me avisou: “Depois disto, ficas lindo para a corrida de amanhã”…

JG130303_0119

Mas lá saí no meio da brigada laranja e um tipo tem sempre a mania que “elas nem matam, nem moem”… Smile

O ritmo ia vivo e a verdade é que faço 4,25 km em 19m43 (4:38/km). O António Cruz e o Bernardo Falcão só vi no arranque. Antes do fim do 1º km ultrapassei o Pedro João “Bolinhas” Reis (!!!!!): foi só durante 15 metros mas o registo para a posteridade tinha que ficar Winking smile 

Quando a Estrada da Serafina fica plana ia na peugada do Alfredo Falcão e a 15 metros do Eduardo Correira. E depois…

Bem, depois seguia incomodado com uma dor entre a nádega e a coxa esquerda (o Pedro Moreira tinha dito que devia ser o piriforme). “Agora não me faltava mais nada do que lesões a 3 semanas da Meia Maratona para que estou a treinar” Sad smile

Como também me sentia a perder gás: os 22km do dia anterior devem ter tido um papel nisso: comecei a pensar que o melhor era ir com calma e acompanhar a Mónica que tinha estado 15 dias sem correr por causa de dores no joelho…

E esta prova acabou por ter 3 etapas para mim:

1) 4,25km a ritmo de 4:38/km
2) 3m30s como claque na beira da estrada
3) 5,91km a 5:59/km

O resto do percurso foi feito com a Mónica (e partes com o João Cunha, Gerardo Atienza, Paulo Marcos e/ou Inês Gil Forte).

Na verdade o joelho dela ainda não anda nada bom. Tem mesmo que ir ao fisioterapeuta que tantos elogiam e aconselham (e vou aproveitar para fazer uma visita, eu também).

JG130303_1598

Aqui estamos na chegada: fica provado que a organização tinha razão quando me atribui mais 5 segundos de prova do que a Mónica Smile

2013-03-03 14.26.56 - Copy

Cá estamos bem disposto, já depois de recolher os pinheirinhos para plantar (obrigado pela foto, Mário Lima).

Antes de ir embora, ainda aproveitámos os produtos fantásticos duma cara conhecida nas provas da região saloia e do estádio do INATEL e comprámos brôa, bola de carne e salame.

 

RESULTADOS:

Com as incidências relatadas os resultados na prova foram:

a) O Garmin diz que percorri 10.160m em 55m08

b) Tempo total de prova, com paragem: 58m38 (ainda no garmin)

c) Tempo oficial, Xistarca: 59:09

 

Agora a próxima é mesmo a Meia Maratona na ponte 25 de Abril… faltam 3 semanas!!!

3 thoughts on “Corrida da Arvore 2013

  1. Simpático relato.

    Como dizia o outro (mais ou menos), quando a cabeça não funciona, o corpo é que paga. Mas o tempo e mais umas “dorzitas”, tratam disso.

    Runabraço

    Texto corrigido🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s