Caminhada Solidária Padaria Portuguesa

69210_555019791177418_152491767_n

(texto por: Telma Oliveira, Manuela Cruz, Raul Matos e Paulo Fernandes)

Foram 450 os caminheiros inscritos para esta iniciativa solidária e, mesmo com uma manhã chuvosa de fevereiro, compareceram quase 200 que percorreram as ruas de Lisboa molhados mas com um sorriso nos lábios!

DSC_047258879_562164773803430_2048857981_n

Foram distribuídas as fitinhas cor de laranja para colocar no pulso (o grupo da corrida levou fitinhas pretas de recordação), e às 9 horas avançamos para a nossa caminhada.

539309_562155063804401_952663760_n

O plano do José Bagina era perfeito: as meninas revezavam-se, durante as várias etapas, ora liderando o grupo, ora acautelando que os últimos não se atrasavam muito. Ora bem, o Zé Bagina foi tranquilo para a sua corrida, virou costas e as meninas trataram de bagunçar o esquema. Lógico. As mulheres funcionam melhor de improviso. Portanto, a Manuela assumiu o posto de timoneira das centenas de bravos que entenderam enfrentar a intempérie, a Helena e a Telma ficaram ciceroniando um participante com mais idade, as crianças e os mais vagarosos, sim porque acompanharam-nos pais com carrinhos de bébé e até uma criança de trotinete!

574573_562165777136663_846625714_n427368_562162690470305_1032642742_n

A Fernandinha ficou a fazer “piscinas”, ora indo à frente, ora vindo atrás ( fez de certeza bem mais que os 6,5km previstos!). O Paulo, na sua tarefa de fotógrafo “oficial” do evento ia acompanhando todo o grupo, os da frente (mais ágeis que era preciso refrear) e os de trás (Segundo o António Cruz “deve ter feito mais km que o grupo da corrida”), para além da reportagem fotográfica as orientações sobre o percurso foram oportunas e muito úteis. O Raul, cavalheiro, também fazendo “piscinas”, auxiliando nos atravessamentos e, – tarefa mais ingrata, – tentando recuperar os participantes que faziam algumas “pit stop” estratégicas nos wc das padarias (?!?!!!) – ah pois é, riam-se, só esperamos que tenham justificado a inopinada visita com um abastecimento de empadas para levar para o almoço Smile

559750_562157127137528_1444544037_nDSC_0397

São Pedro, provavelmente ainda agastado com a abdicação de Bento XVI em continuar a ser o detentor da sua Cadeira, brindou-nos com uma ininterrupta chuva, que impossibilitou, durante a caminhada, a exposição do enquadramento histórico dos diversos pontos de paragem escolhidos. Mas a chuva não nos desmoralizou! Houve até quem recordasse os tempos passados e referisse: “Parece que estou na tropa… a correr à chuva! Agora as meninas ficam a saber como é!”

17657_562155727137668_1624150441_n558049_562163100470264_14637137_n

Depois, para desconsolo de, pelo menos, um dos participantes, nenhuma das Padarias nem a da Av. Duque d’Avila, a da R. Elias Garcia, a da Av da Igreja ou a da Av João XXI nos desvendou o segredo do fabrico do pão que se apresenta em «mil formatos» e se veste de «mil sabores». Descobrimos apenas que o pão, os deliciosos pães de Deus, etc., vêm de uma fábrica de Loures.

DSC_0440DSC_0486

De qualquer modo, um agradecimento a esta rede de padarias de bairro urbano, negócio de sucesso que teve início em Novembro de 2010, que conta já com cerca de 12 lojas por Lisboa. A marca, com certeza, vai sair da capital e até, quem sabe um dia, partirá para uma aventura além-fronteiras. Sucesso ao projeto, são os nossos votos!

29034_562168403803067_1380028456_n

Um agradecimento à PSP, que disponibilizou vários agentes para acompanhar a volta e assegurar os atravessamentos em segurança, tal qual nas visitas de Chefes de Estado ou nos Cortejos de Carnaval (mal comparando), com o trânsito a ser interrompido e tudo (que importantes nos sentimos! O trânsito todo parado à espera que nós passássemos!!! Na verdade, a participação da PSP foi de enorme importância, sem o seu apoio não teria sido possível levar um grupo tão grande neste percurso, pois as pessoas não se mantinham nos passeios e quase sempre ocupavam as duas faixas de rodagem.

598512_562156993804208_630114980_nDSC_0482

Um agradecimento a todos os inscritos que, com o seu donativo, contribuíram para que o centro de acolhimento “Mão Amiga” angariasse cerca de 3200€, que a Padaria Portuguesa entendeu duplicar e assim recebe a associação 6.454€. É uma associação que atravessa, no presente momento, uma situação muito delicada, que pode, inclusivamente, pôr em causa a sua sustentabilidade. Não podemos deixar que este projeto que acolhe e cuida de crianças e jovens (neste momento dos 18 meses aos 8 anos) em situação de perigo, abandono ou vítimas de negligência ou maus tratos deixe de ter condições para dar a resposta social indispensável. A solidariedade existe e isso mesmo foi demonstrado hoje.

19681_562152580471316_1398653576_n563175_562153180471256_620089971_n17513_562152340471340_768793124_n

Um renovado agradecimento ao Zé Bagina, pela iniciativa, pelo empenho, por toda a trabalheira, que fez com que esta caminhada/corrida, fosse mais um êxito a acrescentar aos outros todos que os R4F têm vindo a organizar. Um bem haja ao grupo, que continuem a ter imaginação para criar percursos que parecem aligeirar o esforço desta actividade que a todos vicia.

426101_562174010469173_808113533_n

Na crónica da Corrida Solidária, podem encontrar notas biográficas/históricas relativamente aos locais onde se encontram as lojas da Padaria Portuguesa:
https://umapernaatrasdaoutra.wordpress.com/2013/02/17/corrida-solidria-padaria-portuguesa/

8 thoughts on “Caminhada Solidária Padaria Portuguesa

  1. Apesar da chuva, foi uma manhã fantástica…E como diz o povo, juntámos o útil ao agradável…numa hora e meia desportiva conseguiu-se juntar uma generosa quantia que certamente irá ajudar o Centro Mão Amiga. Parabéns à Organização, à Padaria Portuguesa e à escritora da “acta” da caminhada !!!🙂

  2. Parabéns a todos e um agradecimento especial à Manuela, a quem coube a ingrata tarefa de tentar disciplinar o grupo da frente, os “mais ágeis que era preciso refrear”🙂

  3. José Bagina, peço as minhas sinceras desculpas pelo lapso….Parabéns aos escritores da “acta” da caminhada !!!!🙂 Fico à espera de novas iniciativas….

  4. Grande iniciativa e o resultado, no que diz respeito ao apoio angariado para a “Mão Amiga”, foi muito meritório.

    Parabéns ao José Bagina, Padaria Portuguesa, aos valorosos organizadores e dinamizadores e à PSP.

    Foi mesmo muito bom.

  5. Pingback: 1 ano de “blogosfera”… | Uma Perna Atrás da Outra

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s