Corrida do Sporting 2012

20121026-025911.jpg

A esta nao podia faltar!!!!

Em 2011, andava eu completamente fora das corridas, desafiaram-me para ir ao “Corre Jamor”. Como era num sítio onde por vezes treinava, achei piada à ideia e inscrevi-me. Soube depois que a 1ª Corrida do Sporting era 15 dias antes, mas já tinha tudo alinhado para a minha estreia nas corridas e, com grande pena minha, não estive presente em Alvalade (na altura era uma questão de ir a uma OU ir a outra… hoje tenho 3 S.Silvestre marcadas para o mesmo fim de semana LOL).

Uma hora antes da prova tinhamos a Corrida do Jubas (500m), onde o Pedro ia vestir a laranjinha de novo, depois da estreia na Corrida do Oriente. E se ele estava entusiasmado!!!

159

Eles tinham que contornar uma parte exterior do estádio e depois entrar no túnel para acabarem a corrida no relvado.

Ali está ele a cortar a meta e depois com a respectiva medalha (que era bem bonita)

179

Na bancada andava outro atleta Smile  e depois encontrámos um grande atleta do nosso Sporting – Rui Silva – que até viria a vencer esta prova.

186

186

Estavam presentes uma dezena de laranjas nesta corrida e antes de começarmos aproveitámos para tirar a foto de grupo…

197

Antes de entrar na descrição da “minha prova” deixem-me referir 3 pontos:

1) Sendo “curto e grosso”, 14 euros para uma prova de 10km é um exagero! 14€ para uma prova de 500m (???) é uma barbaridade.
Isto devia ser um dia de celebração dos sportinguistas (e outras pessoas que se queiram juntar) e de enaltecimento do trabalho do clube no atletismo. Este ano fui, por ter faltado à primeira, e levei o Pedro que estava eufórico, mas se os preços se mantiverem dúvido que repita a participação… Sad smile

2) O ponto de partida não é o mais apropriado, principalmente para uma prova com 4.000 participantes. Uma faixa de cerca de 15/20 metros de largura e logo seguida pela entrada no túnel que circunda uma parte do estádio gera muito afunilamento e não permite estabelecer um ritmo constante antes dos 600m – os primeiros 500 metros (2:38) foram o meu pior segmento de toda a prova, tendo feito mais 28seg do que a média até aos 5km. A rever pela organização…(?)

3) A passagem nos túneis da Av. da Republica (3 túneis com respectivo retorno), são muito desgastantes pois as 6 subidas que tem de se fazer, acrescidas pelo troço de regresso na Av. Fontes Pereira de Melo tornam esta prova muito menos plana do que se poderia pensar numa primeira observação.

JG121014_0319

A minha prova foi muito interessante. Tinha como objectivo inserir a Corrida do Sporting na minha lista de PBTs Smile e saí bastante rápido. Reparei na minha passagem por uma “águia” devidamente fardada antes do 1º km (Fábio Pio) e aos 5km já sabia que tinha um PBT para essa distância (22:52).

Fui muito bem até ao km 7 e é no ultimo túnel que começo a fraquejar um pouco. No inicio do Campo Grande estava o João Veiga que ao ver-me passar se junta a mim e procura incentivar-me para o que restava do percurso. E bem que ajudou, pois logo que consegui encontrar um ritmo estável com ele voltei a melhorar o meu ritmo para mais perto dos 4:30/km do que dos 5:00/km.

Aqui vou eu na peugada do João, já a chegarmos à zona do Metro e ele “levou-me” mesmo até à entrada no último Km.

VR121014_3730 - Copy

Quando voltei a ficar sozinho, faltava o túnel do estádio e a volta ao relvado dentro do famoso fosso de Alvalade.

JG121014_0935

Abaixo estou em cima da linha de chegada, tendo o Francis Obikwelu ao meu lado, tendo completado a prova com um tempo (de chip) de 47m10s

O meu Garmim “diz” que a prova teve 10.010 metros e que eu demorei 47:15 a completá-los.

Diz também que bati o meu PBT no Teste de Cooper: 2,74km (mais 100m do que o anterior) e que o record no 10km não foi alcançado por 6 segundos…

Tive pena de não ver o Prof. Moniz Pereira, que sei que estava presente, mas fiquei bastante satisfeito por ver a afluência que a prova teve com muita gente a querer “sentir na pele” as jornadas de glória de Lopes e Mamedes que nos deixavam colados ao ecran e nos enchem de orgulho do nosso clube.

 

 

Como estava em fase de preparação para a estreia para a maratona, tinha planeado regressar a casa a correr e assim completar os 18km do plano.

Arranquei algum tempo depois de completar a prova (quase 1 hora) com o João Veiga e o Jorge Duarte Pinheiro mas ainda antes de chegar à Av. do Brasil tive que pedir-lhes para seguirem e ir em busca dum café pois os meus intestinos decidiram virar ditadores e foi mesmo daquelas ordens: “nem mais um passo!” Smile

Mal eu sabia que era um prenúncio para a Maratona… hehehe

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s