O míni-Barcelona (Bilbao) não desaprendeu…

20120421-005127.jpg

O Sporting superou-se e superou todos os obstáculos que lhe surgiram pela frente🙂

O craque da equipe, Muniain (19 anos e titular de Espanha A), foi abafado pelo J.Pereira. O Xandão não deixou o Llorente meter o pé em ramo verde (o melhor que conseguiu foi um único cabeceamento em todos os cantos). O Patrício não teve trabalho nenhum. Capel, Insua e Izmailov soberbos. Carriço e André Martins muito bons naquele meio-campo e a bloquear a transição ofensiva do adversário. Polga e Schaars foram os pêndulos que equilibraram a equipe. Talvez Wolfsfinkel tenha sido o menos bom mostrando falta de “killer instinct” em 3 ocasiões. Tudo isto sem esquecer que não tivemos Onyewu, Rinaudo, Matias, Elias, Jeffren ou Rodriguez…

O treinador mostrou saber preparar a equipe para estes jogos e intervir no momento certo enviando para dentro de campo a mensagem certa quando a equipe se mostrou menos confiante ao tirar um trinco para meter um extremo e reforçar o ataque quando estávamos a perder.

Colectivamente a equipe vai mostrando uma evolução. Boa capacidade física, muita garra e querer, companheirismo e todos claramente integrados num espirito de conquista comum e partilhado. Mostrou que não defende só, subiu o bloco para pressionar mais à frente (e o que isso dificultou a vida ao Bilbao!!!), domina bem as transições defesa-ataque efectuadas sempre em velocidade, defendeu com agressividade e concentração conseguindo 2 ou 3 dezenas de intersecções de passes do adversário por antecipação. Muda de ritmos ao longo do jogo, ora procurando mandar no jogo, ora dando a bola aos outros e fechando bem o acesso à sua baliza. Talvez possa melhorar numa coisa que as equipes do Mourinho fazem muito bem, o descanso em posse de bola…
Em 90 minutos o Bilbao tem o primeiro remate aos 13m, cabeceamento num canto. E depois da bola ao poste aos 59m não voltou a criar perigo. Com o golo pelo meio, num ressalto infeliz em lance de bola parada aos 56m, temos aqui 45 minutos antes e depois em que o Sporting manda, controla, domina. Apôs o golo do empate aos 76m, os últimos 15 minutos foram massacrantes.
Insua aos 45m, Wolfsfinkel aos 9m, 43m e 69m e Carrillo aos 85m tiveram falhas clamorosas que teriam dado uma expressão diferente ao resultado.

Até onde pode chegar esta equipe? Bucareste é já ali? Pode não acontecer, e Taça é taça logo hà que ter humildade e preparar bem o jogo com a Académica.

Mas agora ja parece que o investimento, financeiro e estrutural, que se fez no clube o colocou no bom caminho. Fica também a sensação de que se não tivessem existido intervenções “divinas” nos momentos chave (1., 2. e 3. jornadas e de novo após entrada de Sá Pinto com o Setúbal e Gil Vicente) poderíamos ter ido um pouco mais longe, mesmo com todas as ausências provocadas pelas lesões ao longo desta época.

Para já, e independentemente do que aconteça até 20 Maio, estou satisfeito, contente e orgulhoso de dizer: “O SPORTING É O MEU CLUBE!!!!!”

Saudações Leoninas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s